Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Polícia Por: Ryan Andrade Repórter 17 Mai 2018 09:45 Rede Piauí de Notícias

Após perícia, ex-namorado de Aretha Dantas se entrega à polícia

Vizinhos relataram que os pedidos de socorro vindos de casa eram recorrentes e que o motorista agredia Aretha com frequência.


Paulo Alves dos Santos Neto, ex-namorado da cabeleireira Aretha Dantas, foi preso depois de ter se entregado na Delegacia de Homicídios, onde prestou depoimento na noite desta quarta-feira (16).

Paulo passou a noite dentro de uma cela na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em Teresina. Em depoimento aos delegados Francisco Baretta e Luana Alves, Paulo Alves dos Santos Neto afirmou que matou a ex-companheira por estar sob efeito de drogas. Ele se entregou no início da noite após ter sido localizado pelo delegado Higgo Martins numa conversa com o advogado de Paulo.

De acordo com o delegado Baretta, o homem tentou camuflar o crime. "Ele deixou o corpo jogado naquele local para simular que houve um acidente, tanto que passou com o carro por cima da vítima já morta para deixar as marcas de frenagem, no entanto ele esqueceu que antes de marca de pneu, a vítima estava toda perfurada com arma branca e atropelamento nenhum causaria aquele tipo de ferimento”, declarou o delegado.

paulo neto
Paulo Neto, ex-namorado da cabeleireira Aretha Dantas Claro. (Foto: Arquivo pessoal)

Antes de se entregar, policiais civis e militares realizaram uma busca, na tarde desta quarta-fera (16), na residência do ex-namorado da cabeleireira Aretha Dantas Claro. Ele reside no Parque Poti, na zona Sudeste de Teresina. A delegada Luana Alves comandou as buscas e confirmou que Paulo é o autor do crime. 

Durante a ação, os policiais precisaram conter um cachorro da raça Pitbull para poder adentrar à residência. Uma carta foi encontrada e nela havia um pedido para cuidar do animal. Além disso, a polícia encontrou marcas de sangue num veículo e em vários cômodos da casa. Dentro do carro foi encontrada uma faca. 

Vizinhos relatam que os pedidos de socorro vindos de casa eram recorrentes e que o motorista agredia Aretha com frequência. 

A polícia vai investigar agora o trajeto que o veículo fez no dia do crime para tentar descobrir mais elementos, mas de acordo com  delegada, não restam mais dúvidas sobre a autoria do crime dadas as evidências das quais a polícia já tomou conhecimento até o presente momento. 

Luana acredita que o crime foi premeditado e teve uma motivação extremamente violenta e inaceitável. A delegada diz que o ex-namorado não estava conformado com o fim do relacionamento e a situação ficou ainda pior porque Aretha já estava se relacionando com outras pessoa.

O laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) ainda não foi concluído, mas está dentro do prazo e deve ser divulgado em breve.

Matérias relacionadas

Polícia Civil encontra arma que provavelmente foi usada para matar cabeleireira

Delegacia revela identidade de mulher encontrada morta na Avenida Maranhão

Mulher encontrada morta na Av. Maranhão foi violentamente agredida antes de morrer

Mulher é encontrada morta com golpes de faca e sinais de atropelamento em Teresina

Com informações do Cidade Verde



Deixe seu comentário: