Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Polícia Por: Redação Rede Piauí Repórter 25 Set 2018 09:22 Rede Piauí de Notícias

Assaltantes se passam por passageiros de Uber e prendem o motorista no porta-malas

A violência revoltou motoristas de aplicativos, que protestaram em frente à Central de Flagrantes de Teresina.


Um motorista do aplicativo Uber foi vítima de assaltantes nesta segunda-feira (24). Ele, que preferiu não ser identificado, conta que parte do grupo solicitou uma corrida e, durante o trajeto, anunciou o roubo. O motorista ainda foi amarrado e jogado no porta-malas do veículo. Seis suspeitos foram presos e um menor apreendido.

Os bandidos se passaram por clientes e entraram no veículo em frente ao hospital do bairro Buenos Aires, na zona Leste da Capital. Na região da Santa Marina da Copidi, na zona Norte, eles anunciaram o assalto e abandonaram o motorista fugindo no veículo com pertences pessoais da vítima. 

"De início, eu já fiquei preocupado porque não era a passageira que solicitou. Segui viagem. No destino solicitado, eles anunciaram o assalto. Me colocaram no banco de trás e voltamos para a Avenida Centenário, no bairro Aeroporto. Daí, eles disseram que iam para um lugar que eu não podia ver. Me amarrou e me jogou no porta-malas. Não vi mais nada", conta a vítima.

Ele acrescenta ainda que os criminosos pararam em um posto e abasteceram R$ 70 de combustível.

"No Leonel Brizola [região da Santa Maria da Codipi] eles abriram o carro e falaram: Tu sai do porta-malas, cai no matagal e não olha para trás senão te mato bem aqui. Eu disse: Tudo bem. Só quero ir embora. Tenho uma filha. Caí no matagal, eles arrancaram e foram embora", completa a vítima. 

O carro foi localizado na zona rural do município de União, região da Grande Teresina, onde também ocorreram prisões. 

"Eles solicitaram o carro através do aplicativo. Dois combinaram que era para pegá-los perto do hospital do Buenos Aires e tem também uma mulher responsável por pedir a corrida", explica o capitão Miguel Luz, comandante da PM de União. 

A outra parte do grupo foi localizada em uma residência enquanto ingeriam bebida alcóolica. 

"O menor que pegou a corrida é que indicou a casa. Eles estavam na calçada dessa casa e confessaram que davam apoio aos comparsas que solicitaram a corrida. Durante a busca encontramos maconha e vários celulares que não souberam informar a procedência", acrescentou o PM.

A violência revoltou motoristas de aplicativos, que protestaram em frente à Central de Flagrantes de Teresina. Os manifestantes fecharam a Rua Coelho de Resende por volta das 21h30 desta segunda-feira (24), dia em que dois colegas de trabalho foram vítimas de criminosos.

Protesto uber

 Motoristas de aplicativos protestam contra violência sofrida por colegas.

Com informações de Cidade Verde.




Deixe seu comentário: