Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Pedro H. Santiago EDITOR CHEFE (86) 98882-0261
Anderson Soares COMERCIAL (86) 99965-4448
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Geral Por: Ryan Andrade Repórter 20 Jun 2018 09:22 Rede Piauí de Notícias

Crea-PI divulga nota lamentando atitude de piauiense que se envolveu em episódio machista na Rússia

O empresário já atuou como inspetor no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (CREA-PI).


O Conselho Federal de Engenharia (Confea) e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (Crea-PI) divulgaram uma nota lamentando a atitude do empresário piauiense Luciano Gil Mendes de Coelho que aparece num vídeo constrangendo uma mulher na Rússia.

Luciano é um dos torcedores que incentiva uma mulher a repetir palavras de cunho sexual sem saber o que estava dizendo por não falar a língua portuguesa.

machismo russia 2

O empresário já atuou como inspetor no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (CREA-PI). 

Veja o que diz a nota:

"O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (Crea-PI) lamentam profundamente que um profissional com registro no Sistema Confea/Crea, tenha participado do infame episódio de misoginia e sexismo realizado por um grupo de brasileiros durante a Copa do Mundo 2018.

O exercício da engenharia abrange a promoção da segurança, da qualidade de vida, da sustentabilidade, da proteção aos valores mais caros da experiência profissional e não o protagonismo de cenas lamentáveis e vergonhosas que desrespeitam a mulher, estrangeiros ou qualquer pessoa.

Desde 2014 o Confea possui um grupo de trabalho Equidade de Gênero e o código de ética das profissões ressalta que a “a profissão é alto título de honra e sua prática exige conduta honesta, digna e cidadã”.

O Confea e o Crea-PI ressaltam que atitudes como as protagonizadas podem caracterizar infração ao código de ética profissional já que o mesmo ressalta que “constitui-se infração ética todo ato cometido pelo profissional que atente contra os princípios éticos, descumpra os deveres do ofício, pratique condutas expressamente vedadas ou lese direitos reconhecidos de outrem”.

O empresário também divulgou uma nota em que se desculpas pela atitude justificando que tinha bebido além da conta.

"Já pedi desculpas a todas as mulheres. Todos nós somos seres humanos e erramos e além disso não conhecíamos ninguém, bebemos um pouco mais da conta e foi isso. Alguém que não conheço filmou. Mas aqui todos estavam brincando e todos entendem a agitação, mas mulheres realmente têm razão em questionar".



Deixe seu comentário: