Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp EXPEDIENTE/FALE (86) 99494-2468
Educação Por: Redação Rede Piauí Repórter 05 Set 2018 08:39 Rede Piauí de Notícias

Educação do Piauí ocupa lugar de destaque no Ideb

Escolas municipais e estaduais foram destaque no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica.


O Piauí alcançou 5,5 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb 2017), divulgado na última segunda-feira (03) pelo MEC. Na avaliação anterior, em 2015, o Piauí havia alcançado nota 4,6. Ou seja, houve o crescimento de quase 1 ponto, o que levou a ficarmos à frente de 11 estados.  O Ideb é o principal indicador que avalia o desempenho das escolas públicas e privadas do país no Ensino Fundamental e no Ensino Médio

O resultado positivo, de acordo com o governador Wellington Dias, tem a ver com as ações que foram implantadas em 2003, ainda em seu primeiro mandato. "O Piauí era o patinho feio do Brasil, entrou no século XXI com mais de um milhão de pessoas analfabetas. Eram 32% quando assumi o governo em 2003 e agora devemos estar abaixo de 16% da população com mais de 15 anos”, comemorou o petista, cabeça de chapa da coligação “A vitória com a força do povo”.

Wellington reconhece que os avanços na educação não são frutos de apenas um líder ou partido isolado, mas de todos os que participaram para ajudar. “Começo por cada aluno que dá um duro danado. Os pais e parentes/pessoas que apoiam os estudantes, professores e servidores da educação, diretores e diretoras em especial. Equipes da Fundação Lemann e Instituto Unibanco que nos ajudam a melhorar o aprendizado em matemática e português”, enumera.

Algumas escolas do Piauí ficaram bem acima da média do estado de 5,5, como colégios estaduais de Piracuruca e Campo Maior, destaques com pontuação de 7,6 e 6,9, respectivamente. Além disso o Piauí é um dos Estados que já possuem escolas com IDEB acima de 5.2 no ensino médio.

De acordo com Wellington, o Piauí foi destaque por conseguir acelerar o aprendizado e ficar entre os estados com o maior ganho de aprendizagem. “ Iniciamos ações específicas como o Mais Aprendizagem, que tem dentro do seu pacote de trabalho o Mais Matemática, que desde 2017 já está implementado na rede e a aceleração de aprendizagem em Português, que foi lançando em 2018. Parcerias importantes como as executadas com a Fundação Lemann e Instituto Unibanco, que ajudam a agregar valor para a gestão escolar, contribuem para o avanço da aprendizagem. ”, disse o candidato.

A Unidade Escolar Professora Adamir Leal, localizada no bairro Dirceu, é um dos exemplos de que a educação pública estadual do Piauí tem avançado de forma constante no crescimento dos índices educacionais. De 5.4, a escola deu um grande salto e atingiu a nota 7,0.

Para chegar a esse resultado, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) desenvolveu vários projetos ao longo dos últimos anos que estimularam o interesse, raciocino lógico, a curiosidade e a investigação. Um deles foi o Pacto pela Aprendizagem, que consiste em um conjunto de ações em que a rede conta com formação continuada dos professores.

Escolas municipais de Teresina também ocupam lugar de destaque

Com a divulgação do resultado final do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), Teresina é oficialmente a capital com a melhor educação do Brasil. As médias 6.8 nos anos iniciais e 6.0 nos anos finais ultrapassam as notas alcançadas por capitais que até então estavam no topo, como Palmas e Curitiba, assim como as mais desenvolvidas economicamente, como Rio de Janeiro e São Paulo.

O cálculo do Ideb é realizado com base no fluxo escolar e nas médias de desempenho na Prova Brasil. A meta é que o Brasil atinja 6.0 até o ano de 2022. Em Teresina, mais de 10 mil alunos foram avaliados em suas habilidades na língua portuguesa e na matemática. Além de já ter ultrapassado a média nacional, a Rede Municipal comemora mais de 80% das escolas acima dessa nota.

A Prefeitura de Teresina também comemora o destaque de unidades de ensino que conquistaram notas muito além das projeções. É o caso da Escola Municipal Meio Norte, 1º lugar no Ideb da capital, e de mais três unidades de ensino com médias maiores que 8.0.

A Escola Municipal Lunalva Costa, localizada no bairro Dirceu II, zona Sudeste, é um desses exemplos de força e determinação. Essa é a primeira participação da escola na Prova Brasil e a conquista foi uma nota de 8.1, ficando em 2º lugar no ranking do Ideb de Teresina. A professora de língua portuguesa Tatielli Costa acredita que o bom resultado vem do comprometimento com a aprendizagem do aluno.

Na Escola Municipal Camillo Filho, a expectativa era para confirmar o desempenho a partir do novo formato de aulas, já que passou a funcionar em tempo integral no ano passado. A escola ficou destacada entre as quatro melhores, com Ideb 8.0, ao lado da Escola Municipal Bezerra de Menezes.

Na Escola Municipal Padre Ângello Imperialli a boa notícia foi o salto em qualidade. A unidade de ensino alcançou a nota 7.6, bem além do que tinham projetado, deixando para trás o 6.4 conquistado em 2015.

governador e alunosGovernador Wellington Dias e alunos da rede estadual. (Foto: CCom)



Deixe seu comentário: