Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Pedro H. Santiago EDITOR CHEFE (86) 98882-0261
Anderson Soares COMERCIAL (86) 99965-4448
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Geral Por: Redação Rede Piauí Repórter 29 Mar 2018 10:38 Rede Piauí de Notícias

Feriado de Semana Santa aumenta fluxo de passageiros no Terminal Rodoviário de Teresina

A movimentação na rodoviária de Teresina deve aumentar de 2 mil para 4.500 passageiros em todos os dias deste feriado


crop semana santa 2

O feriado de Semana Santa é um dos que mais movimenta o fluxo de passageiros no Terminal Rodoviário Lucídio Portela. Nesta época, muita gente costuma viajar, principalmente para o interior onde as tradições religiosas ainda são muito fortes.

De acordo com o coordenador operacional da rodoviária, Robson Silva, a movimentação na rodoviária de Teresina deve aumentar de 2 mil para 4.500 passageiros em todos os dias deste feriado prolongado, totalizando uma média de 12 mil passageiros/dia.

Terminal Rodoviário de Teresina
                                  Empresas devem disponibilizar ônibus extras neste feriado de Semana Santa (FOTO: Setrans)

Durante a semana santa, as empresas de ônibus devem aumentar a frota de veículos devido ao intenso fluxo de passageiros. "O número de ônibus extras fica a critério de cada empresa conforme a demanda de pessoas para um determinado destino", comentou o coordenador. No Piauí, os destinos mais procurados são o litoral piauiense, no Norte do Piauí, e municípios como Oeiras e Floriano, no interior do Estado, onde são realizadas grandes manifestações religiosas alusivas à Semana Santa.

O coordenador Robson Silva alertou para que os turistas comprem suas passagens com antecedência a fim de evitar contratempos: "Como o fluxo de passageiros aumenta consideravelmente neste período, é importante adquirir os bilhetes com antecedência para não perder a viagem. Às vezes, o passageiro chega aqui e não encontra mais assento disponível e precisa esperar por outro ônibus, explicou. 

Texto de Ryan Andrade sob supervisão de Pedro Henrique Santiago



Deixe seu comentário: