Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Geral Por: Pedro H. Santiago Repórter 06 Mar 2018 18:09 Rede Piauí de Notícias

Governadores nordestinos propõem força policial integrada

Os gestores estaduais defendem a criação de um fundo de financiamento da investir na segurança


A reunião entre os governadores do Nordeste que aconteceu nesta terça-feira, 6, em Teresina, defendeu a criação de uma força integrada de forças policiais da região. A ideia é que aconteça operações integradas entre os estados, com 40 viaturas das PMs e atuando de forma ostensiva.

O governador Wellington Dias (PT) defende a ação integrada , principalmente combatendo assaltos a bancos, explosão de carros-fortes e o tráfico de drogas.“Não é possível que não tenhamos uma resposta para valer”, comentou o governador.

reunião dos governadores nordestinos em teresina
Os governadores propuseram a criação de um fundo de investimentos / Crédito: Jorge Bastos

Outra proposta dos gestores estaduais, é a criação de um fundo de financimento do BNDES para investimento em serviço integrado de inteligência, mapeamento de criminosos e combate a facções criminosas. “A partir da existência de um fundo nacional é possível ter sim uma política nacional com metas de médio e longo prazo”, comentou o governador do Piauí. 

A ideia inicial do Governo Federal é de que o financiamento deja de R$ 40 milhões, sem seja destinados a outras despesas que não seja investimento em segurança. Os governadores não gostaram da proposta por acreditarem que precisaria de um financiamento bem maior.

O governador Wellington Dias ainda declarou que a integração entre as forças policiais dos estados iriam coibir os crimes e dar uma sensação maior de segurança à população dos estados. "A gente acredita que essa força integrada vai trazer uma sensação maior de segurança, e claro, quem vai controlar tudo isso é o serviço de inteligência, que vai saber como coibir qualquer ação criminosa", concluiu o governador.



Deixe seu comentário: