Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Cidades Por: Redação Rede Piauí Repórter 29 Mar 2018 13:15 Rede Piauí de Notícias

Homem morre durante ação policial em Campo Maior

Osvaldo Alves da Fonseca morreu na madrugada desta quarta-feira (28) após ser baleado por dois tiros de pistola em uma ação policial no Bairro Santa Rita


Um homem, identificado por Osvaldo Alves da Fonseca, morreu na madrugada da última quarta-feira (28) após ser baleado por dois tiros de pistola em uma ação policial no Bairro Santa Rita, em Campo Maior. O indivíduo chegou a ser resgatado com vida, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito na sala de cirurgia do Hospital de Urgência em Teresina (HUT). 

De acordo com a polícia, a guarnição foi acionada por moradores  no início da noite de terça-feira (27). Eles relataram que Osvaldo estaria ameaçando populares e uma empresária no Bairro Santa Rita. Ao chegarem no local, os policiais encontram o homem visivelmente alterado com um facão em punho.

Na tentativa de contê-lo, a guarnição militar tentou negociar a rendição, mas o acusado recusou a entregar o facão. Em um segundo momento, os militares realizaram abordagem onde houve resistência do acusado e um dos policiais acabou ficando sob a ameaça do homem armado com facão. Foi quando um outro policial (não identificado) disparou duas vezes contra o acusado.

Homem morre durante ação policial em Campo Maior
                              Após resistir a entregar arma, polícia foi obrigada a atirar contra um homem em Campo Maior.

Osvaldo foi resgatado por uma equipe do Serviço de Atendimento de Móvel de Urgência (SAMU), e foi levado para o Hospital Regional de Campo Maior. Em seguida, foi encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina, onde faleceu.

O comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar de Campo Maior, Major Etevaldo, revelou que os policiais envolvidos na ação foram ouvidos e as armas apreendidas, ao tempo em que um termo de abertura de um inquérito foi enviado para Corregedoria Estadual da Policia Militar para apurar o caso.

Com informações do Portal De Olho.




Deixe seu comentário: