Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp EXPEDIENTE/FALE (86) 99494-2468
Brasil Por: Redação Rede Piauí Repórter 30 Out 2018 14:18 Rede Piauí de Notícias

Ministro do TSE autoriza investigação de shows de Roger Waters

Para a defesa do presidente eleito, que cita a T4F como sendo "a maior beneficiária da Lei Rouanet do país", houve o indevido aproveitamento da imagem do artista para propaganda contra Bolsonaro.


O ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral, aceitou analisar a denúncia feita pela campanha de Jair Bolsonaro (PSL) de que os shows do cantor inglês poderiam ser classificados como 'propaganda irregular' da campanha de Fernando Haddad (PT) para a presidência.

O ministro deu cinco dias para as partes se manifestarem. Além de Haddad e a vice, Manuela D'Ávila, os sócios da produtora T4F, responsável pelas apresentações do artista no Brasil, também são citados. 

Em seus shows, Roger Waters apresentou em um telão o nome de Bolsonaro como um dos representantes do neofascismo que estaria emergindo no mundo e exibiu o slogan #elenão.

roger waters #elenãoImagem de um dos shows de Roger Waters. Reprodução/WhatsApp

Para a defesa do presidente eleito, que cita a T4F como sendo "a maior beneficiária da Lei Rouanet do país", houve o indevido aproveitamento da imagem do artista para "ostensiva e poderosa propaganda eleitoral negativa" contra Bolsonaro.

O processo afirma que Roger Waters age em consonância com o PT ao lamentar as mortes do capoeirista baiano Mestre Moa e da vereadora Marielle Franco, assassinada em março. 

Fernando Haddad, em seu twitter, fez piada com a situação. "Confesso que amo Pink Floyd e odeio ditaduras: seria isso um crime?", postou.




Deixe seu comentário: