Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Geral Por: Redação Rede Piauí Repórter 18 Set 2018 16:51 Rede Piauí de Notícias

Mulheres de Teresina se mobilizam contra Bolsonaro

No dia 29, a capital piauiense segue uma ação nacional que começa às 17h, com percurso da praça da Liberdade, no Centro, culminando com uma vigília e atividades culturais no Parque da Cidadania.


Um grupo de mulheres de Teresina, intitulado Mulheres Unidas contra Bolsonaro no Piauí, tem se mobilizado através das redes sociais e através de atos em Teresina para se posicionar contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). Após reunião no último domingo (16), o grupo decidiu por se mobilizar junto a manifestação nacional no próximo dia 29 deste mês. 

No dia 22, acontece ato de mobilização, articulação e diálogo às 8h, na Praça Rio Branco, Centro de Teresina e depois caminhada em direção à Praça da Bandeira. Já no dia 29, a capital piauiense segue uma ação nacional que começa às 17h, com percurso da praça da Liberdade, no Centro, culminando com uma vigília e atividades culturais no Parque da Cidadania. 

De acordo com nota, o grupo é formado por profissionais liberais, professoras, estudantes universitárias e secundaristas, aposentadas, entre outros que são contra a homofobia, o racismo, o machismo e a violência divulgados nas propostas do candidato. 

mulheres de teresina contra bolsonaroMulheres de Teresina se mobilizam contra Bolsonaro (divulgação).

Veja nota na íntegra:

Mulheres de Teresina se mobilizam contra discurso de ódio de Bolsonaro

O grupo Mulheres Unidas Contra Bolsonaro no Piauí realizou nesse domingo, 16, plenária no Parque da Cidadania para definir os principais pontos sobre os eventos que serão realizados nos dias 22 e 29 para a mobilização da população contra o discurso de ódio que vem sendo disseminado contra mulheres, grupos LGBT, negros e índios nas redes sociais e na grande mídia pelo candidato à presidência da república, Jair Bolsonaro (PSL).

O grupo é formado por profissionais liberais, professoras, estudantes universitárias e secundaristas, aposentadas, entre outros que são contra a homofobia, o racismo, o machismo e a violência divulgados nas propostas do candidato. 

No dia 22, acontece ato de mobilização, articulação e diálogo às 8h, na Praça Rio Branco, Centro de Teresina e depois caminhada em direção à Praça da Bandeira.  Já no dia 29, a capital piauiense segue uma ação nacional que começa às 17h, com percurso da praça da Liberdade, no Centro, culminando com uma vigília e atividades culturais no Parque da Cidadania. 

Em 28 anos de mandato, Jair Bolsonaro não aprovou nenhum projeto e entre os poucos que elaborou ou ajudou a elaborar está o Projeto de Lei 6055/2013 que impede o atendimento obrigatório do SUS às mulheres vítimas de violência sexual. Também votou pelo congelamento dos gastos em saúde, segurança e educação por 20 anos. Votou a favor da Reforma Trabalhista, que retirou direitos dos trabalhadores e expõe mulheres grávidas a ambientes insalubres. Foi contra a lei que que garante direitos às empregadas domésticas.

mulheres de teresina contra bolsonaro



Deixe seu comentário: