Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Pedro H. Santiago EDITOR CHEFE (86) 98882-0261
Anderson Soares COMERCIAL (86) 99965-4448
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Cidades Por: Patrícia Almeida Repórter 05 Mar 2018 10:20 Rede Piauí de Notícias

Multas são suspensas em Teresina após ação civil pública

Decisão considerou ilegais as atuações de infrações de trânsito através de videomonitoramento


O vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT) tratou na Câmara Municipal de Teresina (CMT), sobre a decisão do juiz João Gabriel Furtado Baptista, da 2ª Vara dos Feitos da Fazendo Pública de Teresina, que considerou ilegais as atuações de infrações de trânsito nas vias urbanas da capital realizadas através do sistema de videomonitoramento anteriores ao ano de 2015.

No ano passado, o vereador propôs a abertura de uma ação civil pública solicitando a imediata suspensão desse sistema de fiscalização do trânsito e a devolução dos valores das multas aplicadas.

De acordo com o parlamentar a decisão da Justiça é um reconhecimento aos abusos, principalmente por ser uma reclamação geral da população e agora a Justiça reconhece que a forma como a Strans trabalha é muito mais focada em arrecadação dos tributos do que para fazer o trânsito melhor ou mais seguro.

“Eu questiono aqui quantas atividades educativas sobre trânsito são realizadas em Teresina. Eu como condutor não conheço esse trabalho de educação e conscientização da população. Em contrapartida, a gente sabe que em Teresina existe uma verdadeira indústria da multa, que milhares de condutores são simplesmente punidos sem orientação para que nosso trânsito funcione para todos e que todos também cumpram as normas de trânsito”, afirmou o vereador.


"A Strans não se preocupa em educar ou orientar os motoristas, mas apenas aplicar multas", disse o vereador: Foto: Viagora.


Deixe seu comentário: