Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp EXPEDIENTE/FALE (86) 99494-2468
Educação Por: Redação Rede Piauí Repórter 29 Out 2018 17:05 Rede Piauí de Notícias

No Dia do Livro, educadores destacam a importância da leitura para as crianças

No dia 22 de novembro a SEMEC realiza um piquenique literário no Parque da Cidadania.


Nesta segunda-feira, 29 de outubro, comemora-se o Dia Nacional do Livro, importante ferramenta de aprendizado para crianças, jovens e adultos. A data busca a valorização do livro e da prática diária da leitura. Para consolidar as centenas de projetos onde o livro foi o centro das atenções nas escolas municipais de Teresina este ano, a Semec vai realizar no dia 22 de novembro um piquenique literário, no Parque da Cidadania.

Criança livro

 No Dia do Livro, educadores destacam a importância da leitura para as crianças. (Foto: Ascom)

 A ação, que leva o tema “Leitura, uma deliciosa aventura”, pretende mostrar as crianças como protagonistas do aprendizado, onde exibirão das formas mais criativas o que aprenderam com os livros. Nas escolas da Prefeitura de Teresina, o livro tem sido um dos principais aliados da alfabetização, extrapolando os espaços da sala de aula e ganhando vida no pátio das escolas, na casa dos alunos, em praça pública e onde mais a turma se sentir à vontade para realizar as leituras.

Para Carmem Portela, coordenadora de Alfabetização da Secretaria Municipal de Educação (Semec), o livro é uma das maiores invenções da humanidade. “É uma fonte inesgotável de conhecimento, que transporta todos os leitores para o mundo da magia. Nas crianças, o livro desafia a refletir, pensar e imergir em uma realidade criada por elas. A criança aprende brincando, e o livro contribui demais para isso”, afirma.

Em 2018, a Semec criou um projeto que destaca ainda mais esse instrumento de aprendizagem. A partir do “Alfabetiza Teresina”, as unidades de ensino estão aproximando os estudantes do mundo da leitura, com livros espalhados por todos os cantos das escolas. As leituras geram peças de teatro, exposições, recontos e uma série de atividades que tornam o aprendizado mais significativo.

“Quando se pensava em alfabetização antigamente era somente aprender a ler e escrever, hoje entendemos que o contato da criança com o livro infantil cada vez mais cedo traz o empoderamento do conhecimento. Esse é um recurso essencial para ampliar as possibilidades de desenvolvimento intelectual e afetivo dos alunos, fazendo com que descubram cedo o prazer das letras, entrando logo em contato com as primeiras etapas do processo de alfabetização”, explica Carmem. Segundo ela, “é por isso que nossas crianças não são apenas leitoras, mas produtoras”, completa.

Escritores mirins

Em Teresina, os casos de crianças apaixonadas pelas letras surpreendem. Recentemente, dois alunos de apenas 6 anos de idades, do Centro Municipal de Educação Infantil Francisco de Assis, no Mocambinho, lançaram uma produção própria no Salão do Livro do Piauí. Assim como a Edelanni Araújo, aluna da Escola Municipal Ambiental 15 de Outubro, que já leu mais de 400 obras e lançou a sua aos 10 anos de idade.

No CMEI Residencial Esplanada, zona Sul, existe uma tenda colorida e aconchegante montada no pátio. Repleto de obras infantis, esse é o lugar preferido das crianças na escola. “Estamos conseguindo despertar nas crianças bem pequenas o gosto pela leitura. O livro é algo presente no nosso dia a dia, então vamos buscando realizar sempre ações diferentes em torno dele, para que os alunos sintam prazer nesses momentos, levando também o hábito para casa”, conta a vice-diretora Daryana Patrícia.




Deixe seu comentário: