Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp EXPEDIENTE/FALE (86) 99494-2468
Piauí Por: Pedro H. Santiago Repórter 07 Jun 2018 18:12 Rede Piauí de Notícias

Processo de exoneração de capitão que matou namorada demorou 27 dias para ser entregue no TJ

A exoneração foi assinada pelo governador Wellington Dias no dia 3 de maio e somente no dia 29 de maio chegou ao Tribunal de Justiça


O processo do capitão da Polícia Militar Alisson Wattson, réu pelo crime da namorada e estudante Camila Abreu, morta em outubro do ano passado, está parado no Tribunal de Justiça (TJ) do Piauí. Somente no dia 29 de maio, o documento informando a exoneração do oficial chegou para a Justiça. 

A explicação para a demora de envío do processo é que a exoneração assinada, no dia 3 de maior, pelo governador Wellington Dias demorou na Procuradoria Geral do Estado para a instituição final, que é o TJ. O relator do processo é o desembargador José Francisco do Nascimento. 

Em nota, a assessoria do desembargador garante que a análise do documento está seguindo os prazos corretamente e "com observância dos procedimentos específicos atinentes à matéria”.

Leia mais: Processo de expulsão de Allisson Wattson é encaminhado ao TJ

Em uma investigação feita pelo Portal O Dia, o capitão Wattson continua recebendo seus vencimentos de aproximadamente R$ 8 mil e nem mesmo foi transferido para um presídio comum. Atualmente o homem está custodiado no presídio militar. 

Defesa pede que o salário continue sendo pago

A defesa de Alisson Wattson deu entrada solicitando que o pagamento do salário do capitão continue sendo pago, mas o mandado de segurança ainda não foi analisado. 

Com informações do Portal O Dia




Deixe seu comentário: