Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99494-2468
Política Por: Ryan Andrade Repórter 05 Jun 2018 09:10 Rede Piauí de Notícias

PSTU lança o nome de Luciane Santos como pré-candidata ao Governo do Piauí

Partido acredita que somente um governo socialista vai combater a crise.


A professora Luciane Santos foi lançada pré-candidata ao Governo do Piauí pelo Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU). Luciane foi candidata à Prefeitura de Teresina, em 2016, e obteve 2.745 votos, representando 0,64% dos votos válidos.

O presidente do Diretório Estadual do PSTU, Gervásio Santos comentou o lançamento da pré-candidatura da sigla ao Governo do Estado:  “As candidaturas do PSTU no Piauí, assim como nossa chapa de candidatos a presidência da República, encabeçada pela operária Vera Lúcia Salgado e pelo professor Hertz Dias, estão a serviço de fazer um chamado à classe trabalhadora, povo pobre e juventude, a fazerem uma rebelião no país", disse.

luciane
Luciane Santos, pré-candidata ao Governo do Piauí. (Foto: Cidade Verde)

Gervásio disse também que a crise será combatida com um governo socialista: "A crise colocada nas costas da classe trabalhadora só será resolvida quando os de baixo se organizarem e lutarem para construir um governo socialista dos trabalhadores, sem patrões", afirmou. 

Ainda de acordo com o presidente do diretório, o programa de governo do PSTU a ser apresentado aos eleitores está em total sintonia com o manifesto "Um chamado à rebelião, um projeto socialista" lançado pelo PSTU nacional. O pré-candidato a vice também será do PSTU como acontece com a pré-candidatura à presidência da República.

Luciane Santos explica os pilares sobre os quais será norteada sua pré-candidatura: "As candidaturas estão sendo construídas no interior do partido. A partir de nossas candidaturas próprias, mostraremos nossas diferenças programáticas com as demais candidaturas. Nossas campanhas estarão do lado das lutas da classe trabalhadora e contra o racismo, o machismo e a lgbtfobia”, explicou. 

Com informações do Cidade Verde




Deixe seu comentário: