Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp EXPEDIENTE/FALE (86) 99494-2468
Política Por: Redação Rede Piauí Repórter 06 Ago 2018 10:58 Rede Piauí de Notícias

PT anuncia Haddad como vice de Lula e acordo com PCdoB

Entenda acordo com PCdoB e confira o calendário eleitoral:


O PCdoB desistiu da candidatura própria à Presidência da República, com a deputada estadual do Rio Grande do Sul, Manuela D’Ávila, para se coligar ao PT nas eleições deste ano que colocou o ex-presidente preso Luiz Inácio Lula da Silva como cabeça da chapa. 

A reunião que definiu a formação final da chapa começou às 17h de domingo (05) e se estendeu até o final do dia. O registro da coligação foi feito cinco minutos antes do fim do prazo. O acordo definiu Lula como candidato a presidente e Fernando Haddad como vice. Se o nome de Lula não for impugnado até o limite para a troca de nomes, 17 de setembro, Haddad sai da chapa para Manuela ficar como vice.

Caso a candidatura de Lula seja barrada pela Lei da Ficha Limpa, o ex-prefeito de São Paulo sobe para candidato a presidente e Manuela assume como vice. 

Na última quarta-feira (1º), a deputada chegou a ser confirmada pelo  partido como candidata à Presidência da República. No final da convenção, entretanto, ela já havia adiantado que abriria mão de disputar o carto caso houvesse unidade de outros partidos da esquerda que pretendessem concorrer ao pleito.

Nas negociações feitas neste domingo (5) com o PT, ficou acordado que Manuela irá viajar o país junto com o candidato Fernando Haddad.

"Vamos agora compatibilizar os nossos programas que têm só coisas em comum. E vai ser um prazer cruzar o país levando a voz do Lula, a voz das nossas lideranças pra todos os rincões desse país. Manuela é uma grande companheira desde sempre e o PCdoB é um parceiro histórico do PT", afirmou Haddad.

De acordo com a CBN, a estratégia é arrastar o nome de Lula o máximo possível para atrair eleitores. A cara de Lula vai para a campanha. O nome de Lula vai para a TV e para o rádio. Isso pelo menos até dia 17 de setembro, limite para a troca de nomes na chapa. Só quando essa data chegar ou os recursos se esgotarem é que o PT deve tentar converter os votos para Fernando Haddad.

CALENDÁRIO ELEITORAL:

5 de agosto - Prazo final para convenções partidárias
6 de agosto - Registro oficial das atas de convenções
9 de agosto - Primeiro debate oficial na TV
15 de agosto - Prazo final para registro de candidaturas
16 de agosto - Início da análise do TSE sobre candidaturas
16 de agosto - Início da campanha na internet e nas ruas
31 de agosto - Início da propaganda eleitoral gratuita na TV e no rádio 
17 de setembro - Último dia para substituir candidatos dentro das coligações
7 de outubro - 1º turno das eleições 
28 de outubro - 2º turno das eleições

Com informações de CBN e Agência Brasil.




Deixe seu comentário: