Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Pedro H. Santiago EDITOR CHEFE (86) 98882-0261
Anderson Soares COMERCIAL (86) 99965-4448
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Política Por: Ryan Andrade Repórter 13 Jun 2018 12:07 Rede Piauí de Notícias

STJ nega mais um pedido da defesa de Lula, que tenta se candidatar à presidência

Lula está preso em Curitiba, mas defesa insiste em torná-lo elegível para disputar eleição presidencial.


O relator dos casos da Operação Lava Jato no STJ (Superior Tribunal de Justiça), ministro Félix Fischer, negou mais um pedido feito pela defesa do ex-presidente Lula. Desta vez foi negado o recurso apresentado pelo petista solicitando a suspensão de todos os efeitos da pena, incluindo a liberdade do ex-presidente para torná-lo elegível e concorrer nas eleições de outubro. 

O ministro considera que seria “uma verdadeira antecipação do julgamento” autorizar o efeito suspensivo nessa altura do processo, uma vez que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) ainda não decidiu se vai ou não remeter o recurso especial do ex-presidente ao STJ.

Na petição, a defesa de Lula alega que a pressa se justifica pelo fato do réu ser pré-candidato à presidência da República e por precisar da suspensão da pena para participar do processo eleitoral. De acordo com seus advogados, o ex-presidente corre riscos de ter “seus direitos políticos cerceados” caso fique de fora da disputa.

A defesa do ex-presidente Lula ainda pode tentar outros caminhos para a aprovação desse pedido. Primeiro recorrendo desta decisão de Fischer à Quinta Turma do tribunal e, posteriormente, reiniciar todo o processo se – e quando – o TRF4 admitir que seu caso é passível de ser analisado pelos ministros do STJ.



Deixe seu comentário: