Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Brasil Por: Redação Rede Piauí Repórter 06 Set 2018 18:48 Rede Piauí de Notícias

Suspeito de esfaquear Bolsonaro foi filiado ao PSOL

Bolsonaro foi esfaqueado na tarde desta quinta-feira (06) e está em estado grave.


Adélio Bispo de Oliveira foi detido na tarde desta quinta-feira (06) em Minas Gerais suspeito de esfaquear Jair Bolsonaro. A direção do PSOL em Minas Gerais confirmou que o suspeito foi filiado ao partido por pelo menos sete anos.

A presidente do diretório mineiro do partido, Maria da Consolação Rocha, repudiou o ataque sofrido por Bolsonaro e disse não se lembrar do histórico de militância de Adélio junto ao partido.

Flávio Bolsonaro publicou em seu twitter uma atualização sobre a situação de seu pai, Jair Bolsonaro, que é mais grave do que se achava inicialmente. "Infelizmente foi mais grave que esperávamos. A perfuração atingiu parte do fígado, do pulmão e da alça do intestino. Perdeu muito sangue, chegou no hospital com pressão de 10/3, quase morto... Seu estado agora parece estabilizado. Orem, por favor!", disse Flávio.

Até a última atualização desta matéria, ele estava sendo operado por uma equipe de médicos na Santa Casa de Misericórdia da cidade. 

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Adélio Bispo de Oliveira foi filiado ao PSOL entre 2007 e 2014. Ele é natural de Montes Claros. 

Leia mais: 

Vídeo: Jair Bolsonaro é ferido com faca durante campanha em Juiz de Fora

suspeito esfaquear bolsonaroSuspeito de esfaquear Bolsonaro foi filiado ao PSOL


Deixe seu comentário: