Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Política Por: Ryan Andrade Repórter 18 Jun 2018 11:24 Rede Piauí de Notícias

"Temos que colocar em primeiro lugar o interesse do partido", diz Wellington Dias

A declaração do governador foi para justificar as indefinições acerca da composição da chapa majoritária.


As convenções partidárias se aproximam e o governador Wellington Dias ainda não se decidiu sobre a composição da chapa majoritária. Neste domingo (17), o governador se reuniu com representantes e líderes do Partido dos Trabalhadores para discutir a formação da chapa. 

De acordo com informações dos bastidores da política, o PT teria dado "carta branca" para as negociações do governador com os partidos aliados, mas a sigla ainda insiste na reeleição da senadora Regina Sousa.

wd
Wellington Dias (Foto: Rede Piauí de Notícias)

O governador destacou a boa relação que sempre manteve com o PT, mas chamou de "incompreendida" a pluralidade de ideias e propostas defendidas pelo partido: "Eu sempre tive uma boa relação com a direção, com os dirigentes e os líderes dos partidos. O partido tem uma coisa que é incompreendida, mas eu gosto muito que é a possibilidade das diferentes propostas e ideias. Vamos ter que trabalhar sem ninguém colocar a faca no pescoço do outro. Vamos trabalhar pelo entendimento", disse o governador.

Wellington Dias reiterou ainda que as negociações em torno da composição da chapa ainda não foram finalizadas: "Agora vamos entrar na fase de finalização. Quero considerar o time que temos. Cuidado de tratar do todo, como vai ser a organização, queremos sair do processo mais representativo da população. É claro que cada um sabe suas possibilidades e limites. Quem preencher vai saber quem tem condições de ser governador, vice, senador. Não há chapa fechada. Posso afirmar que estamos avançando e dialogando para todos", esclarece. 

Dias disse também que a prioridade, neste momento, são os interesses do partido: "O interesse maior é a responsabilidade com a população. Queremos para todos qualidade e segurança. É preciso ter alguns líderes que se coloquem à disposição desse trabalho. Temos a responsabilidade de coordenar um time, um grupo e fazer isso pelo entendimento. Estou bastante convencido que em todos os partidos há essa compreensão. Estamos vivendo um momento muito dramático. Temos que colocar em primeiro lugar o interesse do partido", afirma. 

Com informações do Cidade Verde



Deixe seu comentário: