Pedro H. Santiago EDITOR CHEFE (86) 98882-0261
Anderson Soares COMERCIAL (86) 99965-4448
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Tecnologia e Inovação Por: Redação Rede Piauí Repórter 28 Mar 2018 17:01 Rede Piauí de Notícias

Teresinense lança aplicativo de mobilidade urbana para mulheres “TuiGo”

TuiGo é um serviço de transporte semelhante ao Uber, exclusivo para mulheres


O aplicativo de mobilidade urbana TuiGo, disponibiliza serviços de transporte exclusivamente para mulheres, desenvolvido pelo Teresinense, Gabriel Freitas, com o objetivo de garantir segurança tanto para motoristas, quanto para passageiras que muitas vezes não se sentem a vontade em fazer suas viagens com motoristas homens. Em fase de teste o TuiGO tem outra diferença dos aplicativos convencionais de transporte: é uma rede colaborativa via WhatsApp e Facebook, que será lançada em maio em forma de aplicativo. reprodução

De acordo com o desenvolvedor do aplicativo, Gabriel Freitas, é muito fácil ter acesso “Para entrar na lista de espera, e fazer parte, pode ser por convite de uma amiga que já faz uso, sendo que cada uma tem direito a 5 convites. Ou entrando na nossa fanpage no Facebook e enviar  a mensagem, “quero fazer parte” automaticamente você já está na lista de espera”. Explica Gabriel.

reprodução

Para as motoristas, Gabriel explica que, “É feito um pré-cadastro coletando as informações. Também é realizado uma vistoria nos carros, para ver se está em boas condições. Presamos muito pela qualidade e, no caso das passageiras, a gente analisa com perguntas bem básicas, queremos pessoas que usem com certa regularidade justamente para ter acesso aos benefícios disponibilizados em ‘uma rede de parceiros', como salão de beleza, centro automotivo, lojas de roupas, estética, entre outros e eles dão desconto e promoções exclusivos para clientes TuiGo”. 

Daniela Muniz, é motorista de Uber em Teresina, ela conta que não se sentia muito segura por não saber quem seria o passageiro que iria deixar no destino final. E a mesma angústia da motorista, passageiras também sentem receio quanto ao condutor.  “Tem mulheres que têm receio de trabalhar no Uber porque é para pegar qualquer passageiro, e em qualquer lugar. E tem a questão de ser homem, e você não conhecer a pessoa, e não ter alguém conhecido. Dá aquele receio. Você não sabe a índole das pessoas”, comentou a motorista.

Freitas conta ainda que diferente de outros aplicativos de transporte, o TuiGo, não cobra valor adicional. “A gente cobra um valor fixo, e não percentual, então nossas corridas terminam sendo mais baratas que a Uber, calculada apenas a distância”. conclui o desenvolvedor do TuiGo.

Reportagem Danielly Duarte, sob supervisão de Pedro Henrique Santiago.
 



Deixe seu comentário:





Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias