Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99494-2468
Saúde Por: Ryan Andrade Repórter 29 Mai 2018 11:26 Rede Piauí de Notícias

Campanha de vacinação contra H1N1 deve ser prorrogada por 15 dias

Decisão partiu do Ministério da Saúde e foi motivada pela greve dos caminhoneiros.


O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, informou nesta segunda-feira (28) que a campanha de vacinação contra a gripe H1N1 deve der prorrogada por ao menos 15 dias. A medida foi adotada em razão das dificuldades encontradas pela população para receber a dose nos postos de saúde que estão desabastecidos de vacinas e medicamentos.

h1n1

Durante os dias em que os caminhoneiros cruzaram os braços, houve uma redução no número de imunizações. A campanha estava prevista para acabar no dia 1° de junho, mas deve se estender mais ou menos até o dia 15.

De acordo com um balanço do Ministério da Saúde, 21 milhões de pessoas que compõem o público-alvo da campanha faltam ser vacinados. Esse número representa 40% de toda a cobertura vacinal.

Devem receber a vacina: gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, idosos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores, indígenas e pessoas privadas de liberdade.

"Vamos prorrogar com certeza. Não tínhamos previsão de prorrogação, mas em função da paralisação as pessoas não têm tido condição, e às vezes há dificuldades no transporte público", disse o ministro.

Nesta segunda, o ministro participou de uma reunião no Ministério da Defesa, onde acertou novas escoltas e transporte por meio da FAB (Força Aérea Brasileira) de cargas de medicamentos oncológicos e imunossupressores, entre eles alguns vindo da Farmanguinhos, Fiocruz, um dos principais fornecedores ao SUS.

Segundo Occhi, a pasta também solicitou à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) prioridade às companhias aéreas para o transporte de medicamentos. O pedido ocorre porque, em meio à paralisação, havia dificuldade em fazer os embarques das cargas.

Com informações da Folhapress




Deixe seu comentário: