Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Economia Por: Pedro H. Santiago Repórter 24 Mai 2018 12:23 Rede Piauí de Notícias

Manifestações nas rodovias do Piauí ainda não afetaram distribuição de alimentos na Ceasa

Um dos gestores da Nova Ceapi acredita que se a manifestação perdurar por mais dois dias, o abastecimento na segunda (28) ficará comprometido


O protesto dos caminhoneiros entra nesta quinta-feira (24) no terceiro dia seguido contra o aumento do óleo diesel e, mesmo assim, ainda não afetou o abastecimento e nem os preços dos produtos vendidos na Ceasa. 

Em entrevista à Rede Piauí de Notícias, Jorgenei Moraes, membro da União de Permissionários da Ceasa, afirmou que a Nova Ceasa ainda não foi afetada pelos protestos que impedem cargas de transitarem em rodovias. "O estoque ainda está mantido para o final de semana. Este estoque que temos, está tranquilo, mesmo que de hoje até domingo, o fluxo de compradores aumenta, mesmo assim dá pra segurar", afirmou Moares.

Jorgenei também declaro que, caso a BR-343 também seja interditada, os produtos que vem da região de Petrolina, em Pernambuco, pode trazer um transtorno maior não só para os compradores como para quem vende. "Se a 343 também sofrer alguma interrupção, não se tem dúvidas que afetará tudo aqui, justamente porque a maior quantidade (dos produtos) vem da região da Serra de Petrolina, assim o caos será grande", afirmou o membro da Nova Ceasa.

Nova Ceasa

Crédito: Governo do Estado do Piauí

Manutenção dos preços

Diferente do que está acontecendo em centrais de abastecimento de alimentos de outros estados, a Ceasa de Teresina não está sofrendo com a alteração dos preços. No entendimento de Jorgenei Moraes, ainda as pessoas ainda não compreenderam os prejuízos dessa manifestação. 

"Está estável, por enquanto. Acho que as pessoas ainda não entenderam a dimensão dessa greve na nossa região, como está sendo no sul, sudeste do país, por exemplo", concluiu o membro.

Ceasa
O membro dos permissionários acredita que se ate a proxima segunda a situação não for regularizada, a Central de Abastecimento pode passar por uma crise no abastecimento /  Francisca Pinto - Canal 13



Deixe seu comentário: