Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Entretenimento Por: Redação Rede Piauí Repórter 19 Set 2018 15:10 Rede Piauí de Notícias

Teatro João Paulo II recebe drama que fala da mulher no Projeto Vem que é Teatro

A peça Depois do Fim, da Truá Cia de Espetáculos, é a atração do projeto Vem que é Teatro, que começa às 19h30 com entrada franca.


Nesta sexta-feira, dia 21, o Teatro Municipal João Paulo II traz um drama que retrata a vida de muitas mulheres no país, que em meio à dedicação à família conseguem se reinventar. A peça Depois do Fim, da Truá Cia de Espetáculos, é a atração do projeto Vem que é Teatro, que começa às 19h30 com entrada franca.

O projeto Vem que é Teatro é promovido pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves com o objetivo de fomentar e estimular a produção e o consumo do teatro de Teresina. O projeto visa criar uma agenda permanente de apresentações teatrais na cidade, agregadas à leituras de texto, discussões e oficinas, além da formação de plateia. Ele acontece sempre às sextas-feiras no Teatro do Boi e João Paulo II.

No espetáculo dessa semana, a personagem principal é Ruth, que viveu toda uma vida de entregas e abstinências pessoais para dedicar-se inteiramente aos filhos e ao marido. Neste percurso, Ruth vai perdendo sua identidade, o respeito daqueles por quem gostaria de se sentir amada e num golpe fatal, é abandonada por eles e começa a ruminar suas lembranças pela casa, a se vitimizar. Por esse abandono, e em um exercício suicida, vai se afundando nessas memórias. Durante este processo, Ruth acaba amadurecendo, descobrindo-se e se reinventando. A mulher submissa vai ganhando força, asas até voar para fora de suas memórias, livre para viver sem amarguras nem ressentimentos.

A peça é uma parceria da Truá Cia de Espetáculos com o Coletivo Piauhy Estúdio das Artes e conta com texto e atuação de Vitorino Rodrigues; direção, figurino e cenário de Silmara Silva; maquiagem de Hugo Leonardo; cabelo, Técio Manoel e iluminação de Renato Caldas. A classificação é de 12 anos.

teatro divulgaçãoTeatro João Paulo II recebe drama que fala da mulher no Projeto Vem que é Teatro


Deixe seu comentário: