Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Pedro H. Santiago EDITOR CHEFE (86) 98882-0261
Anderson Soares COMERCIAL (86) 99965-4448
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Brasil Por: Redação Rede Piauí Repórter 06 Jun 2018 14:07 Rede Piauí de Notícias

Brasil registra mais de meio milhão de pessoas assassinadas em onze anos

Conforme os dados divulgados, o número de pessoas mortas de forma violenta no Brasil é semelhante ao de países em guerra.


O Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada em parceria com o Fórulo Brasileiro de Segurança Pública divulgou o Atlas da Violência 2018 na última terça-feira (05). Conforme alguns dados divulgados, o número de pessoas mortas de forma violenta no Brasil é semelhante ao de países em guerra.

De acordo com o documento, o Brasil registrou 553 mil pessoas assassinadas nos últimos anos. O total de mortos é maior que o da Síria, país árabe que já está no sétimo ano de conflito amardo e contabiliza 500 mil mortos, conforme estimativa da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Atlas da Violência 2018 mostrou que o ano de 2016 bateu um novo recorde de homicídios, com 62.517 mortes. O número representa uma taxa de 30,3 mortes para cada 100 mil habitantes e a taxa é 30 vezes maior do que a taxa de homicídios na Europa.

Racismo

O Atlas da Violência 2018 também divulgou dados que demonstram todo o racismo presente no Brasil. De acordo com o relatório, em um período de dez anos (entre 2006 e 2016), a taxa de homicídios de negros cresceu 23,1% enquanto que, no mesmo período, a taxa de homicídios de brancos teve uma redução de 6,8%.

Situação das mulheres negras

De acordo com o estudo, a situação das mulheres negras também é grave, já que a taxa de homicídio entre elas foi 71% superior à de mulheres não negras.

Acesse aqui para ver o Atlas da Violência 2018 completo. 



Deixe seu comentário: