Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Redação Rede Piauí EDITOR CHEFE
Anderson Soares COMERCIAL
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Polícia Por: Patrícia Almeida Repórter 08 Mar 2018 20:56 Rede Piauí de Notícias

Suspeitos de esquartejar dois homens são presos

A identificação de um dos corpos foi possível por conta da impressão digital da vítima


Seis pessoas foram presas em Parnaíba, suspeitas de matar, esquartejar e enterrar duas pessoas no quintal de uma casa, localizada no bairro Piauí. Entre os presos estavam quatro homens maiores de idade, uma mulher e um adolescente. Além deles, outros dois homens, que estão foragidos, participaram do crime.

O delegado Eduardo Aquino, titular da Delegacia de Homicídios, disse que os suspeitos foram enquadrados em crimes por tortura, homicídio qualificado e ocultação de cadáver. "Existiram três crimes. Todos os indivíduos foram detidos temporariamente, com exceção do menor que foi apreendido”, explicou o delegado.

suspeitos presos
O delegado afirma que as vítimas foram trancadas em um quarto e antes de serem mortas, foram esquartejadas / Crédito: Portal Costa Norte

O Instituto Médico Legal já identificou os dois corpos. O primeiro foi identificado no último sábado, 3, como Paulo Henrique Lima Caldas, de 48 anos. Já o segundo homem teve sua identificação e reconhecimento confirmados. Trata-se de David Soares Maciel, de 29 anos.


O delegado ainda confirmou que dois suspeitos já tem participação no crime comprovada. “O que já tem nos autos é que há confissões. Um dos presos e o menor de idade confessaram a participação direta na execução de um dos homens”, confirmou Aquino. 

Corpo decapitado em Parnaíba
O local funcionava como ponto de venda de drogas / Créditos: Divulgação - Polícia Civil

As investigações devem continuar para a captura do foragidos. "Ao final o inquérito cada um vai responder de acordo com o crime que praticou naquela madrugada. Estes (dois foragidos) participaram de todos crimes. Do homicídio, da ocultação e da tortura”, finalizou.



Deixe seu comentário: