Tocando Agora:Rede Piauí de Notícias
Pedro H. Santiago EDITOR CHEFE (86) 98882-0261
Anderson Soares COMERCIAL (86) 99965-4448
WhatsApp CONTATO/SUGESTÕES (86) 99860-1464
Geral Por: Ryan Andrade Repórter 17 Jun 2018 15:05 Rede Piauí de Notícias

Veja dicas de como evitar infestação e se proteger de potó

Muita gente tem sido vítima desse bichinho que, apesar de pequeno, causa estragos que causam dor e desconforto.


--------------------

Quer morar em apartamento com 3 quartos na zona leste de Teresina e pagar apenas R$ 580,00 por mês através do Plano Certo garantido pela Caixa? Conheça o HIBISCO. Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente e receba atendimento especializado.

--------------------

O potó é um inseto da família dos besouros e que costuma aparecer no início da estação mais quente do ano. No Piauí, a proliferação do inseto acontece no fim do período chuvoso, no mês de junho. Apesar de ser pequeno, mais ou menos do tamanho de uma formiga, o potó pode causar grandes estrago no corpo humano. A toxina que ele libera causa queimaduras e causa desconforto nas vítimas. 

potó

Assim como ele aparece na estação mais quente do ano, o inseto também tem preferência pelas partes mais quentes do corpo humano. Ao contrário do que muitos pensam, não é a urina do potó a causadora das queimaduras, mas a secreção que ele libera altamente tóxica a responsável pela vermelhidão no corpo. 

Outro fator que agrava a infestação do inseto é a luz branca, portanto é aconselhável o desligamento desse tipo de lâmpada. Outra dica importante é contratar serviços ou comprar produtos de desinsetização, manter o ambiente arejado durante o dia e fechar portas e janelas durante a noite. 

potópotó

Caso tenha sido vítima do potó, e importante lavar bem o local. Não é aconselhável matar o inseto direto no corpo porque o atrito da mão pode espalhar ainda mais a toxina e deixar o estrago ainda maior, portanto ele deve ser morto no chão com sola de um sapato ou chinelo. 

As queimaduras não são graves, apesar de causar desconforto e desaparecem em poucos dia, mas caso haja demora na recuperação, indica-se procurar um dermatologista.  



Deixe seu comentário: